Category Sem categoria

Documento do mês do Arquivo Municipal de Tavira

“que daqui Em diante se chame Çidade “ Comemora-se este mês os 500 anos da elevação de Tavira a cidade. Foi a 16 de Março de 1520 que o rei D. Manuel, o Venturoso, vendo a “grandeza e nobrecimento” de Tavira, sendo esta “huma das prinçipais Villas de Nossos Reynos E munto Povoada de fidalgos […]

Conferência “Faro sob a mira da Inquisição (sécs. XVI-XVIII)”

A presente conferência deter-se-á na nálise das mais de três centenas de processos movidos pela Inquisição contra farenses entre 1543 e 1799, focando aspetos como o perfil social dos réus, os delitos e os agentes eclesiásticos e seculares que colaboram com o Tribunal.

Documento do mês do Arquivo Distrital de Faro

Como documento em destaque para este mês, e assinalando o dia mundial da poesia, que se comemora a 21 de março, relembramos o poeta, pedagogo, deputado, João de Deus de Nogueira Ramos , natural de São Bartolomeu de Messines, nascido no dia 8 de março de 1830, filho de Pedro José dos Ramos e de […]

Conferência de Março do ciclo “O Documento que se segue” no Arquivo Municipal de Loulé

O processo da «questão religiosa» em Portugal, que culminou na Lei da Separação do Estado das Igrejas, publicada em 20 de Abril de 1911, e na subsequente criação da Comissão Central de Execução da Lei da Separação, para além de ter suscitado diversas reacções entre os católicos, conduziu à nacionalização e alienação de bens religiosos. […]

O Arquivo Municipal de Silves, no decorrer do mês de março, dá a conhecer a exposição De “feira” a “mostra”, a laranja é rainha em Silves – Parte II

Ao longo de nove edições, entre 1985 e 1996 a Câmara Municipal de Silves, juntamente com outros organismos, realizou a Feira Nacional de Citricultura, também conhecida como Festa da Laranja. A edilidade silvense, sob a presidência da Dra. Isabel Soares, numa iniciativa que visava fazer renascer este evento de grande tradição promoveu a “Citrisilves – […]

Documento do mês do Arquivo Municipal de Tavira

A transmissão do Reguengo de Tavira O Mestre de Avis, futuro rei D. João I, doou na sua qualidade de “Regedor do Reino” a Fernão Álvares Pereira, um dos muitos irmãos do famoso “Santo Condestável” D. Nuno Álvares Pereira, os “nossos quartos, quintos e oitava e direto que nós havíamos de haverem Tavilla e seu […]

Conferência de Fevereiro do ciclo “O Documento que se segue” no Arquivo Municipal de Loulé

As pestes deixaram profundas marcas no território algarvio ao longo dos séculos. O que nos propomos analisar é como se organizou a assistência em tempos de doença, observando a actuação das instituições e dos seus oficiais em episódios epidémicos, mas também ambientes endémicos, onde os cuidados da saúde foram essenciais para assegurar o bem comum […]